Como cortar custos do hotel sem prejudicar os hóspedes e a empresa

          Em um post recente aqui no Blog Turboguest, nós elencamos três vantagens em ser um hotel independente frente às grandes redes. Destacamos a flexibilidade para investimentos entre os benefícios. Por outro lado, também sabemos o quão apertado por vezes é o orçamento desse tipo de negócio, especialmente em períodos de crise política, econômica e financeira pelas quais o Brasil atravessa. Pensando nesse contexto, hoje vamos explicar como cortar custos do hotel sem comprometer clientes, nem empresa. Veja:

Olhe para dentro periodicamente

          Aproveite que você é solo, e crie uma cultura de análise interna em sua empresa. A cada mês, tire um tempo para avaliar onde o dinheiro do seu negócio está sendo aplicado. Dessa forma, com os gastos em destaque, fica mais fácil enxergar o que pode ser eliminado, ou seja, cortar custos do hotel.

          Esse hábito de olhar para dentro também poderá te ajudar a desenvolver uma visão de médio a longo prazo em relação ao orçamento da propriedade. Assim, deixa-se de lado a urgência de querer resolver todo e qualquer problema imediatamente, sem planejamento e, portanto, colocando a saúde do caixa em risco. Calcule os investimentos conforme as possibilidades.

Identifique problemas reais para cortar custos do hotel

          Com certa frequência, vemos gerentes de hotéis ansiosos por reformas. Eles acreditam que a taxa de ocupação alcançará 100% no dia seguinte àquela alteração na suíte de luxo da propriedade, por exemplo. No entanto, é necessário identificar problemas reais. Esses, sim, demandam investimentos para serem sanados.

          Então, o que você deveria perguntar-se é: tenho dados que comprovam que meu problema são as fotos dos quartos ou tenho hóspedes que não voltam devido às condições do quarto e que, com tal mudança, seria possível alcançar mais reservas? Se você pode fazer ajustes que impactam nas imagens dos anúncios dos apartamentos na internet e, consequentemente, investir o dinheiro em algo com mais impacto somente você pode dizer. O que faz diferença no sucesso de um hotel independente com pouco orçamento é ter conhecimento do que realmente acontece na empresa e, depois, investir de forma inteligente para que o lucro aumente e ele possa fazer outras mudanças (como reformar os quartos) mais adiante.

Diminua o CAC a partir da venda direta

          Temendo baixa ocupação, muitos gerentes de hotel tornam-se quase que totalmente dependentes das operadoras de turismo e agências de turismo online. Esse tipo de empresa promete 70% de reservas em determinada época do ano, o que enche os olhos de qualquer proprietário, mas em compensação cobra comissões de cerca de 25% em valores de diárias menores. Nesse caso, essa porcentagem torna-se o custo de aquisição de clientes (CAC) do seu hotel.

          O que nós defendemos é que esse número seja diminuído a partir de uma menor dependência de intermediários. Não nos leve a mal! As OTA’s são de extrema importância para manter a taxa de reserva estável durante o ano. Porém, para que a vida financeira de um hotel seja saudável, o recomendável é que as reservas por meio de terceiros sejam sempre um complemento e nunca o canal principal. Para se tornar menos dependente, você pode investir na venda direta a partir de um site próprio para hotel com motor de reservas. Afinal, é melhor ter uma taxa de ocupação média, com valor de diária média elevada e custo de manutenção de estrutura física – elevado em momentos de hotel lotado – dentro do esperado do que ter uma ocupação elevada sem retorno para o seu bolso.

          Na sequência desse raciocínio para cortar custos do hotel, o indicado é adotar uma técnica chamada revenue management, que altera as tarifas do seu hotel a partir da lei da oferta e da procura. Mas isso é assunto para um próximo post. Acompanhe!

Tenha um setor de reservas com menos funcionários

          Estima-se que cada funcionário dê conta de gerir as reservas que chegam em três online travel agencies (OTAs). Tendo em vista a necessidade que cada hotel tem de estar presente em várias delas, somada à realidade de muitos hotéis que ainda não possuem site e motor de reservas e que por isso precisam ficar o tempo todo ao telefone ou respondendo e-mails, fica evidente o volume de trabalho gerado.

          Já dissemos em outras oportunidades aqui no Blog Turboguest as facilidades possíveis quando há integração entre central reservation system (CRS) e channel manager – que automatiza a gestão de apartamentos nas OTA’s . Mas vale reforçar: isso traz muita agilidade e inteligência de dados. Outra consequência de centralizar as reservas nesse tipo de tecnologia consiste no corte de gasto com pessoas, que podem ser úteis realizando outras funções.

Compartilhe essa ideia!

Deixe um comentário

avatar
  Inscrição  
Notificação
antalya escort escort antalya sex hikaye erotik hikaye
hotmail sign up gmail login